Diretora administrativa: Rosane Michels
Quinta-feira, 18 de Outubro de 2018
Pagina inicial Utimas notícias Expediente High Society Galeria Fale conosco
JUBA
Moralismo Hipócrita
Data:31/08/2017 - Hora:08h23

Esta semana a grande mídia da Republica de Curitiba, deixou a indiarada Pé-Vermelho exultante, passando pela Boca Maldita e tirando selfies frente às pilhas de dinheiro de mentirinha, pra ser mais direto, 13 pilhas, (coincidência direcionada de algarismo) no calçadão, uma ação promocional do filme ‘Polícia Federal – A Lei é Para Todos’e que igualmente coincidência, estréia oficialmente nos cinemas do patropi no dia 7 de setembro. Assim, como a morte de Tancredo Neves, num dia 21 de Abril, mesma data da suposta morte de Tiradentes, tudo ufanismo barato que mostra o quanto os poderosos continuam usando e abusando de situações para se projetar com seus patrióticos projetos individualistas. Alguns fatos similares mostram que nada é tão enganoso nem pode ser tão autodestrutivo como o discurso moralista, como os que fazem a luz dos holofotes, aqueles que deveriam estar em seus gabinetes cumprindo a missão pela qual, a gente paga via impostos. Os moralistas circunstanciais, bem mais perigosos que os natos ou imbecís, são pelo conservadorismo político, cuja meta, é diminuir o Estado. Tirá-lo da economia semi-sustentável, se possível, fragilizar a educação e também da saúde. Defende as privatizações de setores essenciais à segurança da soberania do Estado e compra votos por uma reforma que transforme nossa sociedade de cabelos brancos num mercado cativo para a previdência privada, única saída pra salvar o caixão. O discurso do moralista é um pega-ladrão permanente, quando na maioria das vezes, o ladrão é ele e o mundo, seu espelho. Após três derrotas nas eleições presidenciais, o conservadorismo brasileiro segue sem um programa para melhorar as condições de vida da maioria população. Por essa razão o moralismo evita discutir, concretamente, medidas que possam contribuir para diminuir os abusos, desvios e irregularidades que marcam o cotidiano do Estado brasileiro. Seu segredo é despolitizar a política, esconder o debate por trás de muita histeria, um exemplo claro, a tal reforma política, em cujo bojo, vislumbra-se um passa-moleque no eleitor, tentando manter a campanha eleitoral numa corrida por verbas privadas, (já que o fundo parece ter furado) e o ato de governar numa prestação de contas pelos favores recebidos. São estes sujeitos, em sua maioria, parlamentares que se vendem ao executivo e manipulam o judiciário com suas leis, comprovando-se, amigos, que pouco ou quase nada mudou no reino tupiniquim, de Cabral à Cabral, ou já se esqueceram do Brasil-Ame ou Deixe!, do Ouro para o Bem do Brasil, aquela sórdida campanha na qual os brasileiros doavam suas jóias de ouro recebendo em troca uma aliança de latão e um diploma com os dizeres: “ Dei ouro para o Brasil”. A experiência nos ensina que o moralismo é um texto falso, porque tem como base uma visão fantasiosa das sociedades humanas. E ele continua vivo, presente, marcante, impondo suas normas ao povo, mesmo que cedo ou tarde sejam desmentidos pelos fatos e desmascarados pelas próprias atitudes. A trupe moralista conservadora, particularmente nos países menos desenvolvidos, ou emergentes, ou Brics, ou dependentes, ou semi-atrasados, como o Brasil, não tem uma perspectiva de melhoria de vida dos mais pobres e menos protegidos, isto já provaram e comprovaram, motivo que nos leva a ficar no contrapé com mais uma jogada dos tais moralistas conservadores do suor dos pobres, com o falso discurso de combate a corrupção, embolsando os dividendos, em propinas ou dos nossos impostos.




fonte: Da Redação



anuncie JBA
»     COMENTÁRIOS


»     Comentar


Nome
Email (seu email não será exposto)
Cidade
 
(Máximo 1200 caracteres)
Codigo
 
Publidicade
zoom
High Society
Celebrou em grande estilo a maioridade a linda Gabi Fornanciari que na oportunidade recebeu os familiares e amigos. Que esse novo ano venha recheado de conquistas, saúde e muitas felicidades são os votos da família do JCC.  Com  atraso mas em tempo de desejar felicidades ao professor Elvis Sacramento, que na oportunidade recebeu o carinho dos alunos do Q.I Centro Educacional, dos amigos e familiares. Que essa data se repita por muitos anos são os nossos mais sinceros votos. Feliz Niver! Na city curtindo merecidas férias Erni Pinheiro Saravy, que aproveita os dias de folga para rever familiares e amigos, além é claro de apreciar as belezas da Princesinha.  Desejamos ótima estada e bom descanso.
Ultimas norícias
Exediente
Versão impressa
High Society
Fale conosco
VARIEDADES
POLÍTICA
POLÍCIA
OPINIÃO
ESPORTES
EDITORIAL
ECONOMIA
CIDADE
ARTIGO
Jornal Correio Cacerense 2015
Copyright © Todos direitos reservados