Diretora administrativa: Rosane Michels
Terça-feira, 17 de Julho de 2018
Pagina inicial Utimas notícias Expediente High Society Galeria Fale conosco
JUBA
Advogado acusa delegado de estar ameaçando testemunhas
Data:12/08/2017 - Hora:09h49
Advogado acusa delegado de estar ameaçando testemunhas
Arquivo Pessoal

O advogado Ricardo Mamedes, da cidade de Araputanga, que teve sua residência invadida por policiais civis e militares, no último dia 12 de julho disse que suas testemunhas do caso, estão sendo ameaçadas pelo delegado da cidade Miguel Macari.

Mamedes afirmou que duas testemunhas no caso receberam intimações ameaçadoras do delegado para que ficassem quietas.

“É muito grave o que está acontecendo. Uma das testemunhas foi ao meu escritório e mostrou e-mails e mensagens enviadas pelo WhatsApp, do delegado, pedindo que a pessoa ficasse quieta e não se envolvesse no caso. Tudo isso está provado em mensagens”, disse ele.

A segunda pessoa ameaçada pelo delegado procurou o Facebook do advogado para relatar o ocorrido, dizendo ter sido ameaçada por uma pessoa enviada pelo delegado.

“O que eles fizeram foi errado, e todos estão ao meu lado e já estou tomando todas as providências cabíveis no caso. Entrarei com ação cível, criminal e administrativa contra os responsáveis. Não irei recuar a Ordem dos Advogados está ao meu lado e percebeu que tudo o que fizeram, foi uma armação contra um trabalhador,” disse.

Ricardo ainda acusa o delegado de cometer afronta as prerrogativas que ele tem como advogado e não liberar a cópia do inquérito numerada para ele dar prosseguimento nos processos. O inquérito encaminhado pelo delegado ao Ministério Público voltou devido a falta de informações, e foi pedido novas diligências.

Para completar, o advogado disse que a OAB já está representando contra as duas autoridades. E ele quer que alguma medida seja tomada em relação ao delegado que vem ameaçando as pessoas na cidade. “Se eu que sou advogado ele já fez o que fez, imagina com outras pessoas, o que não pode acontece, finalizou ele.

Na Polícia Civil, informante disse desconhecer as afirmações feitas pelo advogado e reiterou que as acusações devem ser formuladas na corregedoria da instituição.  A nota diz que a Corregedoria da Polícia Judiciária Civil não tem conhecimento de eventuais ameaças feitas pelo delegado Miguel Macário  Lopes a testemunhas  do advogado Ricardo Mamedes e que a denúncia precisa ser formulada na Corregedoria para seja apurado o fato.




fonte: C.MT- com Redação



anuncie AREEIRA
»     COMENTÁRIOS


»     Comentar


Nome
Email (seu email não será exposto)
Cidade
 
(Máximo 1200 caracteres)
Codigo
 
Publidicade
zoom
High Society
Com eficiência ímpar, as funcionárias da Biblioteca Municipal de Cáceres, Carla Kruger e Divina Aparecida Santos Conchev, estão sempre buscando divulgar com dinâmica e eficiência aos frequentadores da casa de cultura da Rua Padre Casimiro, as atividades lúdicas do estabelecimento, voltado à salutar pratica da leitura e pesquisas.  Registramos marcando mais um golaço no placar da vida Wellyngton Maciel, que recebe os abraços calorosos da companheira Darlene, da mãe Isabel, do filhão Samuel e do rol de amigos.  Que essa data se reproduza por muitos anos, sendo festejada com saúde e felicidades são os nossos votos.  Ilustrando a página hoje, a simpática professora Elaine Glerian, do corpo docente da Escola Estadual Onze de Março, (antiga Ceom) na disciplina de química, articuladora do Projeto Parlamento Jovem no estabelecimento de ensino de Cáceres, que teve este ano um aluno selecionado.
Ultimas norícias
Exediente
Versão impressa
High Society
Fale conosco
VARIEDADES
POLÍTICA
POLÍCIA
OPINIÃO
ESPORTES
EDITORIAL
ECONOMIA
CIDADE
ARTIGO
Jornal Correio Cacerense 2015
Copyright © Todos direitos reservados