Diretora administrativa: Rosane Michels
Quarta-feira, 26 de Julho de 2017
Pagina inicial Utimas notícias Expediente High Society Galeria Fale conosco
CANOPUS
Coluna Religiosa: O Mestre cura as feridas do nosso coração
Data:03/06/2017 - Hora:07h10

O remédio do coração de Deus é o amor que cura,é o perdão que renova, a chance nova que Deus nos dá

“Pedro ficou triste, porque Jesus perguntou três vezes se ele o amava. Respondeu: “Senhor, tu sabes tudo; tu sabes que eu te amo” (João 21,17).

Após Sua Ressurreição, Jesus se encontra com Seus discípulos. Eles estão todos feridos, machucados, decepcionados com si mesmo, porque abandonaram o Mestre, não foram fiéis até o fim. Eles estavam com aquele sentimento de culpa e um vazio na alma.

Qual é a missão do Mestre? Reconstruir e curar os corações feridos. O coração de cada um de nós passa por traumas e decepções. Carregamos, dentro do nosso coração, sentimentos de culpa, não fazemos o que deveríamos fazer, falhamos nisso e naquilo. Deus, no entanto, não nos quer feridos pelo orgulho da altivez, de nos sentirmos sempre certos, muito menos prostrados com o sentimento de culpa, derrota e fracasso.

O Mestre vem ao nosso encontro para curar as feridas da nossa alma e do nosso coração. Ele tem o remédio, que é o Seu amor, a Sua bondade e afetividade profunda, que vem do coração do Pai e cura nossas feridas.

Pedro talvez fosse o mais ferido de todos, afinal de contas, ele disse tantas vezes que daria sua vida pelo Senhor, mas O negou três vezes. Jesus, no entanto, não veio jogar na cara de Pedro, não veio cobrar dele, Ele não fez como nós costumamos fazer – porque gostamos muito de jogar na cara das pessoas e dizer: “Você prometeu uma coisa e fez outra”. Esse remédio é mundano, não é o remédio do coração de Deus.

O remédio do coração do Senhor é o amor que cura, é o perdão que renova, a chance nova que Deus nos dá! Quando Jesus perguntou a Pedro, três vezes, se ele O amava, deu ao discípulo a oportunidade de largar aquele coração ferido que três vezes O negou, para três vezes reafirmar o seu amor.

Pedro não só disse: “Senhor, eu te amo”, mas foi Jesus quem disse a Pedro: “Apascenta as minhas ovelhas, os meus cordeiros”. Pedro respondeu: “Senhor, tu sabes tudo; tu sabes que eu te amo”. E quando Pedro prostra com a cabeça, olhando para baixo, triste, é claro que vem no seu coração as cenas das vezes em que negou Jesus. É Jesus quem levanta a sua cabeça e diz: “Pedro, apascenta os meus cordeiros!”.

É Jesus quem está reafirmando todo o amor que Ele tem por Pedro, mesmo este tendo suas fraquezas, seus erros e suas falhas. Se mil vezes eu cair, mil e uma vezes preciso dizer: “Jesus, eu te amo”, mil e uma vezes preciso estar de pé proclamando o meu amor por Ele.

Que o meu amor por Deus seja manifesto mais vezes e sempre acima das minhas fraquezas, dos meus pecados e das minhas dificuldades. O Senhor não leva em conta os nossos pecados, Ele leva em conta quando nos levantamos e reafirmamos o Seu amor único.

Deus abençoe você!

Padre Roger Araújo: Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: mailto:padrerogercn@gmail.com




fonte: Padre Roger Araújo



anuncie LAB. LIDER anuncie aqui
»     COMENTÁRIOS


»     Comentar


Nome
Email (seu email não será exposto)
Cidade
 
(Máximo 1200 caracteres)
Codigo
 
Publidicade
Multivida
zoom
High Society
Completou 15 primaveras a linda Maria Eduarda Manzoli que recebeu os amigos e familiares em grande estilo. Que essa data se repita por longos e significantes anos são os nossos votos. Felicidades e muitos anos de vida ao educador físico Flavio da Academia Shen Chuan que ontem trocou de idade. Uma quarta-feira repleta de boas energias a Geany Moraes e toda equipe da CVC Cáceres que oferece  os melhores pacotes para seu passeio ser inesquecível e o melhor com um precinho que cabe no seu bolso. Grande abraço!
Ultimas norícias
Exediente
Versão impressa
High Society
Fale conosco
VARIEDADES
POLÍTICA
POLÍCIA
OPINIÃO
ESPORTES
EDITORIAL
ECONOMIA
CIDADE
ARTIGO
Jornal Correio Cacerense 2015
Copyright © Todos direitos reservados