Diretora administrativa: Rosane Michels
Quinta-feira, 22 de Junho de 2017
Pagina inicial Utimas notícias Expediente High Society Galeria Fale conosco
CANOPUS
Implantação de cursos da Unemat em Cuiabá é discutida em audiência pública
Data:17/05/2017 - Hora:08h08
Implantação de cursos da Unemat em Cuiabá é discutida em audiência pública
Deivid Fontes

 Foi realizada nesta segunda-feira (15), na Assembleia Legislativa, audiência pública para discutir a implantação da Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat) em Cuiabá. Requerida pelo secretário de Estado das Cidades, o deputado licenciado Wilson Santos, a audiência levou ao auditório Deputado Milton Figueiredo, alunos do ensino médio, principalmente dos terceiros anos,  das escolas estaduais de Cuiabá: Raimundo Pinheiro da Silva, Presidente Médici, André Avelino Ribeiro e Francisco Alexandre Ferreira Mendes.

Representantes dos poderes Legislativo, Executivo e Judiciário, professores da Unemat e professores e alunos do ensino médio discutiram durante três horas a implantação da Unemat em Cuiabá com o propósito de atender a baixada Cuiabana. O desejo de que esse pleito se concretize foi unânime, porém a forma de como  fazê-lo dividiu opiniões.

O vice-reitor, Ariel Lopes, lembrou que a Educação nunca é prestigiada como deveria quando a questão está relacionada a investimentos e que a Unemat faz Educação com dificuldades há quase 40 anos. "Nós temos carências, mas não somos precários nem deficitários. Para viabilizar a vinda da Unemat para baixada cuiabana precisamos aumentar nossos repasses. Precisamos planejar para não termos prejuízos no futuro", frisou Ariel Lopes que apontou as discussões propositivas como benéficas para a oferta da melhor educação possível. "Os conselhos da Unemat tem se reunido sistematicamente e nenhum curso foi aberto sem aprovação deles", disse referindo-se a implantação de turmas fora de sede em Rondonópolis dos cursos de Letras e Computação que já oferta vagas no vestibular 2017/2 com matrículas abertas até o dia 21.  

O secretário de Estado da Secretaria de Ciência e Tecnologia, Domingos Sávio, disse que o governador Pedro Taques já solicitou estudos para a implantação de turmas fora de sede em Cuiabá, a exemplo de Rondonópolis. "Com base na demanda do Enem os cursos que estão em fase inicial de estudos para Cuiabá são Pedagogia, Direito, Administração e Engenharia de Produção. Podendo ser estes ou não", explicou o secretário. Segundo Domingos Sávio estes cursos seriam ofertados na estrutura física da nova escola técnica estadual que está sendo construída no Bairro Carumbé, que no momento está com 60% das obras concluídas e com previsão de inauguração para fevereiro de 2018. Domingos Sávio disse ainda que a construção da estrutura física do câmpus da Unemat, no Parque Tecnológico de Mato Grosso seria construída a médio prazo. "Hoje seriam necessários 14 milhões de reais em investimentos para a construção", afirmou Sávio em contraposição com os cerca de 4 milhões de reais para o custeio dos quatro cursos na estrutura da escola técnica. Mas o secretário lembrou que as tomadas de decisão serão em consonância com os conselhos da Unemat.  

A importância da Instituição foi pontuada em todas as falas, em especial na do ex-prefeito de Cáceres e um dos fundadores da Unemat, professor Ivo Scaff Cuiabano. "Essa Instituição é a mais importante de Mato Grosso. Tem nosso DNA. A Unemat tem obrigação de assessorar a Assembleia Legislativa e o poder Executivo no desenvolvimento de políticas públicas para o nosso Estado", o secretário adjunto de Política Educacional da Secretaria de Educação, Edinaldo Gomes de Sousa, o professor Edinho, lembrou que ao longo de 40 anos a Unemat "instituição de excelência"  vem formando professores e reforçou a necessidade de que continue formando.

Wilson Santos foi taxativo em dizer que a vinda da Unemat para Cuiabá é uma questão de justiça. "Os filhos daqui também tem direitos, também pagam impostos, é uma justiça tributária. Se formos esperar as condições ideais e perfeitas vai demorar. Se o Ivo e o prefeito Ernani Martins tivessem esperado recursos a Unemat não teria nascido. Vamos caminhar caminhando. Ano que vem eu e o deputado Alan Kardec iremos cada um destinar 1 milhão de reais em emenda parlamentar para iniciar a vinda da Unemat", declarou o secretário. Alan Kardec pontuou que a baixada cuiabana é composta por mais de 1 milhão de pessoas entre elas cerca de 20% são jovens. "Nada mais justo que sejamos contemplados com a Unemat aqui", defendeu o deputado que também é professor e que presidiu a audiência, mas advertiu: "Nós não faremos emendas soltas, elas tem que estar amarradas para que sejam perenes".

O conselheiro do Tribunal de Contas, Waldir Júlio Teis, perguntou: "Qual o tamanho da Unemat que queremos aqui? Os recursos virão de onde? Temos que fazer contas. Os recursos da Unemat já estão escassos com a estrutura atual. Nós não precisamos só de banco de escola. Será preciso mais professores, construir laboratórios, tudo demanda mais custo", advertiu. O professor da Unemat e vice-presidente da Associação dos Docentes da Instituição, João Sanches, comunga das mesmas preocupações e foi categórico "Precisamos de garantias, garantir vagas para professores concursados com calendário de concurso público e dotação orçamentária para manutenção".  

A professora da Unemat Luciene Neves comentou que a discussão sobre a abertura de um câmpus em Cuiabá ou Várzea Grande já ocorre há alguns anos dentro da Instituição, mas que a grande preocupação seria em quê termos. "Pra nós, não interessa muito que as condições sejam precárias. Cursos fora de sede no princípio contam com recursos e depois? O ônus fica para a Unemat. Nós que sofremos a precarização. Só emendas parlamentares não resolvem o problema".  Luciene ainda lembrou que a Unemat foi para os lugares que nenhuma instituição quis ir. "Vir para grandes cidades pode matar a universidade no interior onde ela precisa continuar forte", concluiu.

Os jovens presentes na audiência aproveitaram a oportunidade para questionar também os problemas vivenciados no ensino médio como de infraestrutura e de educação em si. O aluno Nicolas Saíde da escola Raimundo Pinheiro convidou os deputados e representantes da Educação a visitarem a escola e disse mais: "com o ensino que nós temos não temos condições de competir em igualdade com os alunos das escolas particulares". A diretora do Presidente Médici ampliou a discussão e lembrou da base. "Para as universidades estaduais e federais serem fortes os alunos tem que estar preparados para elas". afirmou. Entre a fala dos professores mais investimentos nos profissionais da educação foram recorrentes.  

O pró-reitor de Gestão Financeira da Unemat, Alexandre Porto, acompanhou o reitor nesta audiência.   




fonte: Hemilia Maia



anuncie JBA LAB. LIDER
»     COMENTÁRIOS


»     Comentar


Nome
Email (seu email não será exposto)
Cidade
 
(Máximo 1200 caracteres)
Codigo
 
Publidicade
Multivida
zoom
High Society
Um click para a gatinha Nicole Brumati Rodrigues Soares, filha do casal Pedro e Rosimar, que encanta a todos com seu jeitinho sapeca de ser. Puro charme e simpatia. Beijinhos!!!!!! Parabenizamos toda a equipe da Prefeitura Municipal de Cáceres, através da SICMATUR que não mediram esforços para que mais um ano o Festival de Pesca fosse sucesso total. Organização, entretenimento, atrações e show de pescaria foi o que se viu durante os cinco dias de festa. Em nome do Prefeito Francis Maris, da Vice-Prefeita Eliene Liberato, do Secretário Junior Cezar Trindade e do guia turístico Claudionor Duarte, parabenizamos a todos que trabalharam direta ou indiretamente para o sucesso do FIPe. Nossos aplausos!!! Festejando data nova a simpática atendente do Laboratório Líder, Vanderleia Rodrigues, a quem desejamos muita saúde e prosperidades. Que Deus lhe conceda muitas vitórias nesse novo ano de vida.
Ultimas norícias
Exediente
Versão impressa
High Society
Fale conosco
VARIEDADES
POLÍTICA
POLÍCIA
OPINIÃO
ESPORTES
EDITORIAL
ECONOMIA
CIDADE
ARTIGO
Jornal Correio Cacerense 2015
Copyright © Todos direitos reservados