Diretora administrativa: Rosane Michels
Quarta-feira, 16 de Agosto de 2017
Pagina inicial Utimas notícias Expediente High Society Galeria Fale conosco
CANOPUS
Instituto Munduruku e Unemat consegu em recursos para valorização da etnia
Data:17/05/2017 - Hora:08h02
Instituto Munduruku e Unemat consegu em recursos para valorização da etnia
Moisés Bandeira

O Instituto Munduruku, da etnia de mesmo nome, foi contemplado como Ponto de Cultura e receberá um valor de apoio de 60 mil reais do Estado por meio da Secretaria de Cultura de Mato Grosso. Os professores Saulo Augusto de Moraes e Ana Maria de Lima, ambos da Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat), câmpus de Juara, viram no Edital de Seleção Pública nº006/2016/SEC-MT "Rede de Pontos de Cultura da Política Nacional de Cultura Viva no estado de Mato Grosso", publicado em novembro de 2016, uma chance de promover o resgate e a produção de artesanatos tradicionais da etnia Munduruku presente no município que fica distante mais de 630 km da capital. 

A proposta em favor do Instituto foi então escrita pelos professores da Unemat que agora comemoram o resultado. "São indígenas da região que carecem de apoio dos mais diversos e o Instituto e a Unemat já são parceiros de longa data por meio de trabalhos de pesquisa" comentou Saulo Moraes. O resultado final do edital trouxe os 14 Pontos de Cultura selecionados na categoria Municípios da Região Metropolitana do Vale do Rio Cuiabá e os 21 da categoria Municípios do Interior do Estado, entre eles Monjoroko wuy babi mobaput ap (Mostrando a Arte Munduruku): Produção e Resgate do Artesanato Indígena Munduruku.

Ana Maria explicou que o Instituto Munduruku trabalha com diversas expressões culturais entre elas a dança, que podem resgatar a história da etnia, desenvolve artefatos de caça e pesca e adornos que contribuem com a renda do povo indígena. "A demanda veio da comunidade. É papel da Universidade ouvir e conhecer as reais necessidades dos que estão a sua volta. E nós também nos colocamos a disposição de outros pleitos sociais", disse a professora.

O procurador do Instituto, professor egresso da Unemat, Marcelo Munduruku, disse que esse apoio financeiro promoverá visibilidade e valorização dos artefatos indígenas Munduruku, como arco e flecha, bordunas, vestimentas tradicionais, pinturas que são os bens imateriais, ligações e cânticos e ainda, de logística e difusão da vivência dos indígenas da sua etnia. Marcelo ainda citou que existem mais três povos indígenas no município de Juara. São eles os Apiakás, Kaiabis e Rikbatsas. E lamentou que sejam pouco conhecidos.




fonte: Hemilia Maia



LAB. LIDER anuncie anuncie aqui
»     COMENTÁRIOS


»     Comentar


Nome
Email (seu email não será exposto)
Cidade
 
(Máximo 1200 caracteres)
Codigo
 
Publidicade
Multivida
zoom
High Society
Felicidades para você Felippe Michelis Santos, pela passagem do seu aniversário. Que possa ter muitos anos de vida abençoados e felizes, e que este novo ano seja  de harmonia, paz e desejos realizados. Que seu caminhar seja sempre premiado com a presença de Deus, guiando seus passos e intuindo suas decisões, para que suas conquistas e vitórias, sejam constantes em seus dias. Feliz Aniversário! Passeando em nossa Princesinha do Paraguai a médica veterinária Marcela Marques, que veio de Brasília visitar o maridão Leonardo Ribeiro e aproveitar a semana para rever os amigos curtindo as belezas da cidade. O casal já está em contagem regressiva para a mudança. Grande abraço e que logo possam estar juntinhos curtindo o amor que os uniu. Flores multicoloridas a aniversariante do dia Cristina Cappi Aguiar Rodrigues. Que essa data se repita por longos anos sendo sempre comemorada com saúde e amor, são os nossos desejos.
Ultimas norícias
Exediente
Versão impressa
High Society
Fale conosco
VARIEDADES
POLÍTICA
POLÍCIA
OPINIÃO
ESPORTES
EDITORIAL
ECONOMIA
CIDADE
ARTIGO
Jornal Correio Cacerense 2015
Copyright © Todos direitos reservados