Diretora administrativa: Rosane Michels
Sábado, 23 de Setembro de 2017
Pagina inicial Utimas notícias Expediente High Society Galeria Fale conosco
CANOPUS
Operário VG é punido, perde seis pontos e acaba rebaixado no estadual
Data:28/04/2017 - Hora:09h00
Operário VG é punido, perde seis pontos e acaba rebaixado no estadual
Lucas de Senna

Chicote da Fronteira escalou o volante Lê de forma irregular na primeira rodada do Mato-Grossense; com a punição, o Cacerense se beneficia e fica na elite

 

O Operário VG está rebaixado para a Segunda Divisão do Campeonato Mato-Grossense e o Cacerense salvo da queda. A equipe de Várzea Grande perdeu seis pontos pela escalação irregular do volante Lê na primeira rodada do estadual - vitória por 3 a 2 sobre o Mixto. Por unanimidade, o Tribunal de Justiça Desportiva de Mato Grosso (TJD-MT) julgou e puniu o Tricolor além de aplicar multa de R$ 500. Com isso, o time ficou em último lugar com apenas um ponto (havia somado sete) e beneficiou o Cacerense que antes era o rebaixado do Grupo A. 

            A equipe de Cáceres foi quem denunciou o Operário VG e com a punição fechou a primeira fase em quarto colocado com três pontos. A defesa do Operário VG afirmou que vai recorrer da decisão, mas até outro julgamento o time está na Segunda Divisão do Campeonato Mato-Grossense. 

            O caso é idêntico ao do União que também perdeu seis pontos pela escalação irregular de jogadores, mas no caso do Colorado o time perdeu "apenas" a vaga na semifinal para o Dom Bosco. 

            Com o rebaixamento, a elite do futebol mato-grossense fica sem os "Operários". No grupo B, o Operário FC também foi rebaixado sem nenhuma vitória no torneio. 

Entenda o caso do Tricolor

 - A procuradoria do Tribunal de Justiça Desportiva de Mato Grosso (TJD-MT) pediu a perda de 37 pontos do Operário Várzea-grandense e multa de R$ 10 mil, no recurso formulado pelo Cacerense que acusou o Chicote da Fronteira de ter relacionado o volante Lê de forma irregular na primeira rodada do Campeonato mato-grossense. O atleta foi expulso na final do Mato-Grossense 2016 quando ainda atuava pelo Sinop e deveria ter cumprido a suspensão no campeonato subsequente. 

            O atleta não entrou em campo na vitória do Operário VG por 3 a 2 diante do Mixto, no dia 29 de janeiro, mas de acordo com o Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), basta o jogador estar relacionado para ser considerado irregular. A procuradoria utilizou o Art. 214 do CBJD, que pede perda de três pontos mais os pontos conquistados na partida. De fato, o atleta foi relacionado e ficou no banco de reservas. 

 




fonte: Globo Esportes



AREEIRA LAB. LIDER anuncie aqui
»     COMENTÁRIOS


»     Comentar


Nome
Email (seu email não será exposto)
Cidade
 
(Máximo 1200 caracteres)
Codigo
 
Publidicade
zoom
Multivida
High Society
Espalhando alegria, charme e elegância nas ruas de Curitiba o casal José Carlos Carvalho e Salete, que curtem uns dias ao lado do filhão José Ricardo.  Bom passeio. Figa para a pequena Anelise Maria que completou 4 meses de vida e  cada dia está mais fofinha. Quem coruja muito é a mamãe Maria Rosa e a vovó Maria Stael. Beijinhos!!! Comemorou mais uma primavera a linda Virginia Martins Santullo, que recebeu o carinho especial  dos filhos Ítalo, Otávio e Davi, do maridão, amigos e familiares. Que esse novo ano seja pleno de alegrias e conquistas.
Ultimas norícias
Exediente
Versão impressa
High Society
Fale conosco
VARIEDADES
POLÍTICA
POLÍCIA
OPINIÃO
ESPORTES
EDITORIAL
ECONOMIA
CIDADE
ARTIGO
Jornal Correio Cacerense 2015
Copyright © Todos direitos reservados