Diretora administrativa: Rosane Michels
Sábado, 21 de Abril de 2018
Pagina inicial Utimas notícias Expediente High Society Galeria Fale conosco
JUBA
Três escritores em diálogo: Cáceres recebe representantes da academia mato-grossense de letras
Data:18/04/2017 - Hora:07h56

Reunir, em Cáceres, três escritores numa Mesa de Conferências e lançamento de livros, além de ser inédito, é uma oportunidade singular para reflexões e debates sobre a nossa cultura. Utilizando o possessivo como forma de hipérbole da necessidade do re-conhecimento da produção literária e da crítica brasileira, trazer à tona discussões sobre a extensa bibliografia que pensa Mato Grosso, na perspectiva cultural, possibilita algumas ponderações. Uma é a abertura do diálogo com a comunidade, levada a efeito pela Universidade do Estado de Mato Grosso/UNEMAT e pela Academia Mato-Grossense de Letras/AML. Em tempos bicudos em que há carência de pensar o mundo com olhos de navegador, o livro necessita chegar às mãos de quem interessa. O jovem tem sido o alvo principal do escritor. É nele que se deposita o devir. É por ele que perpassa a formação das mentalidades e a esperança de mudanças de atitude.

Outra reflexão possível é o eficaz esforço que tem sido feito em projetos que difundem a vasta produção oriunda dos programas de graduação e de pós-graduação da UNEMAT. Tanto o diálogo e as parcerias com as mais variadas instituições, quanto a democratização da bibliografia existente, podem constituir uma das formas de promover a tríade autor/obra/leitor, quebrando o estigma sobre o texto literário. Não há dúvidas sobre o papel da leitura na formação do indivíduo. Um direito natural, como acreditamos com Antonio Candido.

Por onde começar é sempre uma dúvida para o professor que lida com a leitura do texto literário. O que o aluno deve/quer/pode ler? Eu diria que o começo está muito perto de nós e o acesso, em alguns casos, facilitado pela proximidade das bibliotecas públicas e particulares, quase todas montadas com recursos próprios. Comecemos, então, pelos nossos escritores, pela nossa produção cultural, pelo re-conhecimento desse universo plurissignificativo que compõe o panorama da literatura brasileira que se faz em Mato Grosso.

Temos então, para início da conversa, três devotados-atuantes intelectuais que quebram os muros da academia para divulgar sua produção literária. São escritores que trazem a alma plugada nos acontecimentos e a mão voltada para o exercício da palavra. Cristina Campos, além de exímia pesquisadora da cultura, é poeta. Como cientista, estuda o sentido mítico pantaneiro. Mato Grosso para ela está nas entranhas das palavras, na forma como é dita, pensada, sentida. Não poderia deixar de se transformar

em poeta. Bicho Grilo é a representação da alma e da razão de ser brasileiro. Ao lado de Ivens Cuiabano Scaff, compõe uma dupla que acompanha todo o crescimento do leitor. reqüent em narrativas infantis e juvenis, perpassadas de poesia. A contação atinge o imaginário da criança e a memória do adulto. Neles, a metáfora é jogo, recriação e essência do fazer poético. A respiração do humano, enfim.

Eduardo Mahon, polígrafo contumaz, além de intelectual empenhado nas questões sociais, experimenta as nuances dos gêneros e não se apega a nenhum deles. Sua necessidade é tocar o leitor de tal forma que o retira do lugar comum, transporta-o para outras esferas do pensamento. Incomoda, causa estranhamento na correta medida do verso ou da narrativa minimalista.

Aventuro-me a dizer que os três escritores, cada um em suas singularidades, ligam-se à tradição sem, contudo, prender-se a ela. Mahon, desgeografa personagens e espaço; Cristina Campos capta a rebeldia das palavras; Ivens grava o sensorial desenho mítico delas. Os três, juntos, desenham campos de produção, ao mesmo tempo, díspares e harmoniosos, friccionados entre o tudo e o nada, mas simbólica e artisticamente tocados pelo que há de mais humano no leitor.

Sejam, pois, bem-vindos à Cáceres e à UNEMAT!

 

Olga Maria Castrillon-Mendes: Professora de literatura da UNEMAT/Cáceres. Do Instituto Histórico e Geográfico de Cáceres/IHGC e da Academia Mato-Grossense de Letras/AML Olgmar007@hotmail.com




fonte: Olga Maria Castrillon-Mendes



JBA anuncie aqui AREEIRA
»     COMENTÁRIOS


»     Comentar


Nome
Email (seu email não será exposto)
Cidade
 
(Máximo 1200 caracteres)
Codigo
 
Publidicade
zoom
Multivida
High Society
Curtindo as belezas da cidade boliviana de Santa Cruz de La Sierra as amigas Marinalva Denipotte Manfrin e Fabíola Campos Lucas. Uma ótima estada no País vizinho. Votos de breve recuperação a amiga Suzy Kristina dos Santos, que sofreu uma torção no tornozelo e está de repouso impossibilitada de andar. Estamos na torcida pela seu reestabelecimento. Grande abraço. Nosso Destaque VIP para a competente equipe do Kaskata Flutuante que serve a melhor comida da cidade. Forte abraço a família Natal que está a frente de bem servir os cacerenses e visitantes. Pra hoje fica a dica de saborear aquele delicioso peixe a La Kaskata.
Ultimas norícias
Exediente
Versão impressa
High Society
Fale conosco
VARIEDADES
POLÍTICA
POLÍCIA
OPINIÃO
ESPORTES
EDITORIAL
ECONOMIA
CIDADE
ARTIGO
Jornal Correio Cacerense 2015
Copyright © Todos direitos reservados