Diretora administrativa: Rosane Michels
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Pagina inicial Utimas notícias Expediente High Society Galeria Fale conosco
JUBA
Lei de Wancley institui bolo de arroz cuiabano prato típico de Mato Grosso
Data:21/1/2017 - Hora:08h38
Lei de Wancley institui bolo de arroz cuiabano prato típico de Mato Grosso
Divulgação

O tradicional e saboroso bolo de arroz cuiabano foi declarado como prato típico do Estado de Mato Grosso, por meio da Lei 10.514, publicada no Diário Oficial do Estado desta quinta-feira (19).

De autoria do deputado Wancley Carvalho (PV), a proposta foi apresentada em 2015, e após tramitação nas comissões da Assembleia Legislativa (ALMT), foi aprovada em plenário, durante sessão na última quarta-feira (18).

A iguaria é muito popular na região metropolitana do Vale do Rio Cuiabá, e tem personagens internacionalmente conhecidos pela produção caseira do quitute. A Dona Eulália é a mais famosa entre elas. Que há mais de 50 anos serve esta guloseima para várias gerações de famílias cuiabanas."Fico feliz que o bolo de arroz tenha esse reconhecimento: é importante pra não deixar a tradição morrer", disse.

Ainda segundo Dona Eulália, nos finais de semana são comercializados quase dois mil bolos de arroz, no quintal de sua residência. Eles também são acompanhados de outras comidas tradicionais, que são servidas às terças, quintas, sábados e domingos, a partir das 5h30 da manhã.

Chá com bolo Cuiabano Tia Fran também é outro ponto tradicional da capital. Há mais de uma década o local é ponto de encontro da cuiabania e de turistas do Brasil e exterior. O casal Jackson Aniceto da Silva e Francisca da Costa Meira Silva, a "Tia Fran" vendem semanalmente cerca de 800 bolos de arroz.

Para o deputado Wancley Carvalho, a lei presta uma grande e merecida homenagem à gastronomia, que segundo ele é um grande bem cultural. "A gastronomia é um tema bem amplo que vai muito além da cozinha e da mesa: é um enorme e fascinante universo, que passa pelos ingredientes, pelos utensílios, equipamentos e saberes humanos, história, geografia e até religião".

Ainda segundo o parlamentar, o reconhecimento da gastronomia como parte da história garante o registro histórico, que pode se perder com o tempo. "Fazer o registro apropriado das receitas que criamos e dos métodos que inventamos mantém a perenidade dos ingredientes. Além de ser uma forma de valorizar e desenvolver ainda mais a produção gastronômica, e mostrar ao mundo nossa  assinatura gastronômica própria", finalizou.




fonte: Eduardo Cardoso/assessoria



JBA anuncie AREEIRA
»     COMENTÁRIOS


»     Comentar


Nome
Email (seu email não será exposto)
Cidade
 
(Máximo 1200 caracteres)
Codigo
 
Publidicade
zoom
Multivida
High Society
Endereçamos votos de felicidades a querida Maria Luzia que trocou de idade recebendo o carinho e abraços dos amigos e familiares. Que Papai do Céu lhe cubra com o manto da  saúde e amor. Está acontecendo no estacionamento do Juba Supermercados, sito a Rua Padre Cassemiro, a Feira do Livro Espírita realizada pelo Grupo Espírita Bezerra de Menezes. A feira que teve início ontem reúne inúmeras obras dos mais renomados autores espíritas. O evento  segue até sábado das 9h às 21h. Vale conferir. Flores multicoloridas a nossa querida assinante Alzira Lindote, Dona Giroca, que acompanha todas as manhãs nosso matutino. Obrigada pela leitura e por todos esses anos prestigiando o nosso jornal.
Ultimas norícias
Exediente
Versão impressa
High Society
Fale conosco
VARIEDADES
POLÍTICA
POLÍCIA
OPINIÃO
ESPORTES
EDITORIAL
ECONOMIA
CIDADE
ARTIGO
Jornal Correio Cacerense 2015
Copyright © Todos direitos reservados