Diretora administrativa: Rosane Michels
Quarta-feira, 22 de Novembro de 2017
Pagina inicial Utimas notícias Expediente High Society Galeria Fale conosco
JUBA
No Fundo sem Garantia
Data:06/1/2017 - Hora:10h08
 No Fundo sem Garantia
Web

De repente, ao fechar das cortinas do palco atrás do picadeiro do Circo Brasil, Papai Michel anunciava aos quatro ventos o Pacote de Bondades; com certeza, pra tentar reverter os 8% de preferência das pesquisas, o mais baixo índice de um governante tupiniquim. Entre os milagres da ladainha chove não molha, a semi-revogação pacto sun servanda, da CLT de Vargas e a liberação do FGTS – Fundo de Garantia por Tempo de Serviço – inativo.

De quebra, o Zé da Maria poderá torrar a grana do fundo sem prestar contas ao governo, que provado está, ficará com 35 por cento do valor total a titulo de impostos, já que tudo que se ganha, compra e se gasta no patropi é diluído do consumidor em impostos, na ordem de 1/3 ou até mais. Conversa  fiada, a de que empresário paga impostos, ele até que leva a paulada dos governos, mas automaticamente, descarrega tudo no preço da venda ou revenda e a bomba explode mesmo no bolso do Zé Povinho, da Dona Maria, no seu bolso, no nosso. Alguns economistas de plantão na era global, até sugerem ao trabalhador, sacar o FGTS e pagar dividas, que isso vai detonar a inadimplência, que vai reduzir o desemprego, que vai aquecer o mercado e os cambaus.

Vamos por etapas, na análise do milagroso pacote de Papai Michel: Primeiro, que pelo menos a metade dos sacadores do FGTS, não vai quitar dividas P. nenhuma, vai sim, é gastar as pampas, como diz o Zeca Pagodinho, quem nunca comeu melado, quando come, se lambuza;  Essa metade perdulária segundo dados do próprio governo, seria cerca de R$ 15 bilhões, trocando em miúdos, R$ 5 bilhões em impostos, retidos na gastança. Segundo, a redução do desemprego contradiz com a liberação de 48 horas semanais (4 a mais do legal na CLT) e Terceiro, que aquecer o mercado, pode até ser, já o poder de ganho, a receita do sacador do fundo, jamais.

Veja o leitor, se grana extra quitasse dividas, o 13º salário, o PIS (abono anual) quebraria o galho do trabalhador e provado está, que em nada refresca, a gastança pelo bereré extra é tradição tupiniquim. Se o bicho pega mesmo, se a tal aberração das reformas avessas for aprovada, gancho, que no dia de São Nunca, algum 31 de fevereiro, não obstante, entretanto, porém, se faz necessário, tenho dito, quem sabe, se sobrar algum, purga-se a mora.

Moral da tragédia anunciada, perdeu o emprego, vai pro fundo sem garantia; ficou doente, com o SUS na UTI, vai pro fundo sem garantia; aposentou depois dos 70 anos, vai pro fundo sem garantia. É mais ou menos isso, compadre, pobre é como papel higiênico, se sai do rolo vai mesmo é pra M... e não adianta reclamar, afinal, você não votou em Papai Michel, nem você, nem ninguém, coisas que acontecem na Terra da Mãe Joana e C’est- Fini.




fonte: Da Redação



anuncie JBA anuncie aqui
»     COMENTÁRIOS


»     Comentar


Nome
Email (seu email não será exposto)
Cidade
 
(Máximo 1200 caracteres)
Codigo
 
Publidicade
Multivida
zoom
High Society
 Trabalhando na nova coleção para exposição 2018 na Austrália, o artista plástico Sebastião Mendes. A exposição acontecerá em Sidney com a curadoria da marchand Sandra Setti. Talento sabemos que tem de sobra, só nos resta desejar muito mais sucessos.    O click de hoje vai para a gatinha Eloah Valentina, que encanta com seu jeitinho sapeca de ser. Beijinhos!!! Em festa ontem Joaquim Sodré marcou mais um golaço no placar da vida e recebeu o carinho especial dos amigos e familiares. Que Deus lhe conceda um ano de realizações e muita saúde.  Parabéns pra você!
Ultimas norícias
Exediente
Versão impressa
High Society
Fale conosco
VARIEDADES
POLÍTICA
POLÍCIA
OPINIÃO
ESPORTES
EDITORIAL
ECONOMIA
CIDADE
ARTIGO
Jornal Correio Cacerense 2015
Copyright © Todos direitos reservados