Diretora administrativa: Rosane Michels
Quarta-feira, 22 de Novembro de 2017
Pagina inicial Utimas notícias Expediente High Society Galeria Fale conosco
JUBA
Cristóvão minimiza pressão pós-Tite, mas diz que críticas foram exageradas
Data:21/09/2016 - Hora:08h25
Cristóvão minimiza pressão pós-Tite, mas diz que críticas foram exageradas
Marcelo Braga

Substituir o técnico mais vencedor da história do Corinthians era uma missão difícil, mas essa pressão não foi o que causou sua demissão. Para Cristóvão Borges, seus últimos momentos no comando da equipe foram de um círculo vicioso de erros, oscilações e críticas que impediram sua permanência no banco.

            O treinador falou com exclusividade ao GloboEsporte.com na terça-feira. Ele também minimizou os protestos da torcida, que pedia sua saída. A entrevista completa será publicada nesta quarta-feira.

            – Na minha contratação, todos ficaram sobressaltados. Substituir o Tite... meus amigos têm a visão de que isso seria muito difícil, mas foi o que menos senti. Era um peso, claro, mas as coisas andaram bem – afirmou Cristóvão, que estreou com derrota para o Atlético-MG, em junho, mas depois ficou sete jogos invictos, com cinco vitórias.

            – Na hora da oscilação, aconteceram coisas que ajudaram no desequilíbrio do time. Esse terreno é fértil para erros e acertos. Eu acertei e errei. Mas estava em um lugar e um momento que não podia errar – completou o técnico, que assumiu deslizes em substituições.

            As críticas ao trabalho de Cristóvão se acentuaram após a derrota para o Santos, por 2 a 1, de virada, há três rodadas. As trocas feitas, principalmente a entrada de Willians no lugar de Giovanni Augusto, no segundo tempo, foram apontadas como responsáveis pelo revés.

            – Quando errei, criou-se uma atmosfera adversa, difícil de ser retomada. Tudo veio de maneira incompreensível, com críticas além da conta, exageradas e até desrespeitosas. Criou-se um monstro. Mas não guardo mágoa, nem da torcida nem do Corinthians.

            Cristóvão foi demitido após a derrota para o Palmeiras, por 2 a 0, no último sábado, em Itaquera. Ele deixou o Corinthians depois de 18 partidas, com sete vitórias, cinco empates e seis derrotas – um aproveitamento de 48%. Sob seu comando, o time marcou 23 gols e sofreu 20.

            A diretoria efetivou o auxiliar Fábio Carille no banco do time, mas já traça um perfil das opções que tem para assumir a equipe para a próxima temporada.  Nesta quarta, o Corinthians enfrenta o Fluminense na partida da volta das oitavas de final da Copa do Brasil, em Itaquera – com o empate em 1 a 1 na ida, igualdade sem gol classifica os paulistas.




fonte: Globo Esporte



JBA anuncie aqui AREEIRA
»     COMENTÁRIOS


»     Comentar


Nome
Email (seu email não será exposto)
Cidade
 
(Máximo 1200 caracteres)
Codigo
 
Publidicade
Multivida
zoom
High Society
 Trabalhando na nova coleção para exposição 2018 na Austrália, o artista plástico Sebastião Mendes. A exposição acontecerá em Sidney com a curadoria da marchand Sandra Setti. Talento sabemos que tem de sobra, só nos resta desejar muito mais sucessos.    O click de hoje vai para a gatinha Eloah Valentina, que encanta com seu jeitinho sapeca de ser. Beijinhos!!! Em festa ontem Joaquim Sodré marcou mais um golaço no placar da vida e recebeu o carinho especial dos amigos e familiares. Que Deus lhe conceda um ano de realizações e muita saúde.  Parabéns pra você!
Ultimas norícias
Exediente
Versão impressa
High Society
Fale conosco
VARIEDADES
POLÍTICA
POLÍCIA
OPINIÃO
ESPORTES
EDITORIAL
ECONOMIA
CIDADE
ARTIGO
Jornal Correio Cacerense 2015
Copyright © Todos direitos reservados